Notícias

FeCOOESO marca presença no Fórum de Cooperativismo Médico
(29/04/2009)

O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), em parceria com a Federação dos Médicos do Estado de São Paulo (Femesp), Associação Paulista de Medicina (APM) e Academia de Medicina de São Paulo, realizou dias 24 e 25 de abril o Fórum Estadual de Cooperativismo Médico.

O Fórum de Cooperativismo Médico suscitou debates bastante acalorados e muita polêmica.
O primeiro palestrante, Edivaldo Del Grande, presidente da Ocesp– Organização das Cooperativas do Estado de São Paulo, defendeu as cooperativas de contratação de trabalho médico, o que foi rebatido pela segunda palestrante, Célia Regina Stander procuradora do Ministéro Público do Trabalho, que afirmou que sua maior prioridade seria acabar de vez com este tipo de falsa cooperativa.

Nelson Louzada, Presidente da COOESO-RJ, foi o terceiro a se apresentar. Ele explicou a impossibilidade jurídica de entidades como os conselhos de medicina, as sociedades médicas de especialidades e a própria AMB têm para discutir, junto às operadoras de planos de saúde, honorários e planilhas. Explicou também que este assunto caberia aos sindicatos, porém com incovenientes, já que não era permitido criar sindicatos de especialidades e ainda que os mesmos não podem defender Pessoas Jurídicas, características de algumas especialidades médicas, como a Oftalmologia (em função da aquisição de equipamentos e da carga tributária). Ele defendeu que a solução seria a criação de cooperativas médicas por especialidade. O responsável pela condução dos trabalhos, representante do Sindicato dos Médicos de São Paulo, pediu um aparte para manifestar sua aprovação à idéia.

O quarto palestrante falou sobre a possibilidade de transformar hospitais em cooperativas e como foi feito isto em BH para salvar as filantrópicas, sobretuso a Santa Casa de BH, além de outros hospitais que estavam em má situação financeira.

Depois foi a vez do atual presidente da Unimed Brasil que falou sobre a supremacia da Unimed na medicina suplementar, dos projetos esportivos, socias e culturais da cooperativa. Em seguida ele falou sobre as diretrizes, protocolos e parametrizações aplicadas para controle de exames, baseados em dados mundiais da Cochrane Foundation. Dr. Nelson Louzada rebateu a argumentação, afirmando que segundo Resolução do CFM não era competência de nenhuma operadora fazer isto, e sim, das sociedades de especialidades, e foi questionando sobre o fato de uma cooperativa interagir contra outra cooperativa, e ainda se o CADE aceitava a participação da COOESO no cenário, exigindo e estipulando valores. Os participantes questionaram a questão de exames auto-gerados, e foi-lhes explicado que existiam as indicações absolutas para solicitação, estipuladas pelo CBO, mas que cabia às operadoras a realização de auditorias, se julgassem a medida importante. Dr. Nelson foi questionado também sobre o fornecimento de LIO aos pacientes, a que respondeu que o Ministério Público Estadual havia acatado parecer da COOESO-RJ, e intimado as operadoras a estipularem valor de custeio, já que o fornecimento de insumos aos pacientes ia de encontro à responsabilidade estabelecida sobre médicos e centros cirúrgicos, e ainda representava grandes riscos aos pacientes. O presidente da Unimed encerrou sua participação dizendo que a presença do Dr. Nelson Louzada havia sido muito importante, pois trouxe questões muito importantes para a discussão.

As mesas redondas formadas no período da tarde reuniram palestrantes convidados, conselheiros e diretores do Cremesp, na discussão de temas-chaves para o setor, entre eles perspectivas das cooperativas médicas no Estado, cooperativas de hospitais, saúde suplementar e sistema Unimed, cooperativas de intermediação de mão-de-obra frente o SUS e o setor privado, além da terceirização dos serviços de saúde.

No último dia do evento foi elaborado um relatório final com as principais conclusões sobre os temas discutidos.



 
CBO TV
FeCOOESO 2006
Praia do Flamengo, 66 - Bloco B/sala 303 - Rio de Janeiro, RJ - CEP: 22210-030 - Tel./Fax (21) 2556-5803