Ministro da saúde dá posse ao Presidente da ANS no Rio de Janeiro

 
Na manhã do dia 16 de julho, o Ministro de Estado da Saúde, José Gomes Temporão, deu posse ao médico Mauricio Ceschin como Diretor-Presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A solenidade foi realizada no auditório do Jockey Clube, no Centro do Rio de Janeiro. Compuseram a mesa, o ex-presidente da Agência, Fausto Pereira dos Santos, o Secretário Municipal de Saúde e Defesa Civil do Rio de Janeiro, Hans Dohmann, e os diretores da ANS –de Normas e Habilitação de Operadoras, Alfredo Cardoso, de Gestão, Hésio Cordeiro, e de Fiscalização, Leandro Reis, além do ministro e do presidente da Agência.

A solenidade foi aberta com a execução do Hino Nacional Brasileiro pelo coral ANS Encanta, formado por funcionários da Agência. Em seguida, o termo de posse foi assinado e o ex-presidente, Fausto Pereira dos Santos, abriu os discursos declarando que os 6 anos à frente da ANS foram de engrandecimento e aprendizado pessoal, político e profissional.

Entre os presentes à solenidade, estavam: a Secretária Executiva do Ministério da Saúde, Márcia Bassit, o presidente da Fundação Oswaldo Cruz, Paulo Gadelha, o secretário Executivo Adjunto do Ministério da Previdência Social, Lúcio da Silva Santos, o médico Draúzio Varela, membros de instituições representativas das operadoras, de prestadores de serviços de saúde e de entidades médicas, além de familiares do presidente e funcionários da Agência.

Em sua fala, Mauricio Ceschin disse acreditar que o desafio do século é dar continuidade aos sistemas de saúde. Fez um balanço resumido do setor e enumerou alguns de seus principais desafios, entre eles:

- Implementação de novos modelos de financiamento no setor suplementar;
- Desenvolvimento de mecanismos de incentivo à concorrência saudável;
- Formação de política abrangente de incorporação de novas tecnologias;
- Aprofundamento dos programas de qualificação e de acreditação;
- Implantação do programa de qualificação de prestadores;
- Reformulação sistemática de remuneração dos serviços hospitalares;
- Aproximação com órgãos e entidades de defesa do consumidor;
- Discutir com toda a sociedade qual será o modelo de saúde brasileiro que queremos para o futuro;

Ceschin concluiu citando Dalai Lama, quando questionado sobre qual seria o problema da humanidade: “Os homens. Porque perdem a saúde para juntar dinheiro e depois perdem dinheiro para recuperar a saúde; e por pensarem ansiosamente no futuro esquecem o presente de tal forma que acabam por não viver nem o presente, nem o futuro e vivem como se nunca fossem morrer e morrem como se nunca tivessem vivido”. Espero a ajuda de todos para mudar um pouco essa percepção e para contribuirmos juntos para um sistema de saúde que possamos nos orgulhar no futuro”, concluiu.

Por fim, o Ministro Temporão desejou sucesso e sorte ao Mauricio Ceschin, e disse que ele tem todas as condições técnicas, pessoais e profissionais para dar conta da agenda que levantou.


Fonte: ANS, 19/07/2010

 
CBO TV
FeCOOESO 2006
Praia do Flamengo, 66 - Bloco B/sala 303 - Rio de Janeiro, RJ - CEP: 22210-030 - Tel./Fax (21) 2556-5803