Planos de saúde: baixo honorário faz ginecologistas
não atenderem no dia 30


 
Os médicos ginecologistas e obstetras devem suspender os atendi- mentos aos clientes de planos de saúde no estado de São Paulo na próxima terça-feira (30).

De acordo com a Sogesp (Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo), a medida tem como objetivo alertar a sociedade, os gestores da saúde suplementar e as empresas de planos de saúde sobre os baixos valores pagos aos profissionais pelas operadoras, além de contribuir para melhorar a qualidade da assistência na saúde suplementar.

Ainda segundos a Associação, o atendimento às urgências e emergên- cias será garantido.

Em entrevista concedida ao portal InfoMoney, em maio, o presidente da Sogesp, César Eduardo Fernandes, informou que do total da receita de um plano de saúde, somente cerca de 10% são repassados aos médicos. No estado de São Paulo, por exemplo, os planos pagam, em média, R$ 25 por consulta, sendo que, deste valor, apenas R$ 5 ficam com o profissional.

No caso de parto há planos que pagam em torno de R$ 200 brutos ao profissional, valor cinco vezes menor do que o cobrado para a filmagem do procedimento.


Fonte : Revista fator

 
CBO TV
FeCOOESO 2006
Praia do Flamengo, 66 - Bloco B/sala 303 - Rio de Janeiro, RJ - CEP: 22210-030 - Tel./Fax (21) 2556-5803